Como se tornar um desenhista bem sucedido. Parte 4

Chegamos enfim ao quarto e último artigo desta série. Se você acompanhou todos eles até aqui, sabe que está faltando tratar de um último tópico:

Parte 4 – O que fazer com o dinheiro que você ganhou desenhando?

Para algumas pessoas, o aproveitamento do dinheiro ganho será mais difícil, principalmente se precisarem pagar contas em casa. Mas se você faz parte da parcela que está livre dessa obrigação, poderá aproveitar melhor o dinheiro para ganhar mais dinheiro.

Como assim?

Investindo parte do valor (ou todo ele) para melhorar o serviço que você presta. Isto pode ser feito de duas formas: aprimorando as suas técnicas ou melhorando os seus materiais – nesta ordem. Muita gente acha que comprar um material melhor é um atalho para desenhar melhor. E não é. Por exemplo: um desenhista imagina que um tablet (a mesa digitalizadora, não o gadget que a empresa da maçã popularizou de uns tempos para cá) é a solução para que a pintura dos seus desenhos melhore. Ele faz um grande esforço, poupa o dinheiro e compra o tal acessório. E para a sua surpresa, apesar do tablet permitir que ele pinte o desenho com mais facilidade do que quando o fazia com o mouse, a pintura em si não mudou muita coisa. O que está de errado neste caso? Ele não tinha conhecimento prévio de luz e sombra e teoria das cores, portanto a aquisição de um material melhor não resultou em um salto na qualidade da sua produção. Agora, imaginemos o oposto: o artista tem conhecimento de luz e sombra e teoria das cores, só que pinta com ajuda do mouse. A compra de um tablet para ele faz todo o sentido.

É um processo natural: conforme você melhora as suas técnicas, você sente que as ferramentas que está usando no momento não lhe permitem explorar todo o seu potencial. Você vai sentir necessidade de comprar papéis especiais para desenho / pintura, um nanquim menos aguado, tintas de marcas mais renomadas, e por aí vai.

E para aperfeiçoar as suas técnicas, nada melhor do que fazer cursos especializados. Técnicas de arte-final, luz e sombra, pintura analógica ou digital, anatomia, enfim, qualquer informação que você julgue importante no ramo que você está atuando. Novamente é interessante você ter um foco: direcionar os cursos para melhorar os serviços que você está prestando atualmente. Está trabalhando com caricaturas? Um curso de produção de retratos pode ser bem útil para você. Produzindo história em quadrinhos? Que tal aprender truques novos de arte-final ou anatomia? E se permitem que eu faça uma pequena propaganda aqui… aos que moram em São Paulo e se interessam na arte do mangá, chequem o site da AreaE. Ou se você morar em Porto Alegre, talvez queira conhecer o Dinamo Studio. (Pronto, acabou a propaganda. XD)

Lembra-se da primeira parte desta série de artigos? Quando foi comentado que é possível vender os serviços de desenhista possuindo qualquer nível de habilidade? Pois então. “Aperfeiçoar a técnica – investir em material – aperfeiçoar a técnica – investir em material…” Depois de repetir esse ciclo uma ou duas vezes, você notará que as suas habilidades estarão melhores do que há um tempo atrás. Talvez você até esteja com um pouco mais de confiança do que quando começou esta empreitada. Pode ser que agora você consiga produzir o mascote da nova campanha que uma agência está bolando para aquele produto super famoso. E mesmo que você continue atuando na mesma área, você poderá cobrar um valor diferenciado pelos seus serviços, justamente por causa das técnicas que adquiriu: é um diferencial que a concorrência não terá. Isso o levará a um novo patamar de ganhos e consequentemente ficará mais fácil investir valores para fazer cursos e comprar materiais.

Em um determinado momento, pensamentos como esses passarão pela sua cabeça: “Nossa… eu demorei tanto pra poupar o dinheiro pra comprar o meu tablet lá no começo… hoje eu conseguiria comprar à vista.” ou “Puxa, eu admirava tanto a ilustração daquele artista há um tempo atrás… hoje eu consigo produzir algo parecido sem problemas.” Isso é sinal de que você está no caminho certo. Chegando neste ponto, tendo consciência do seu feito ou não, você está se tornando um desenhista bem sucedido.

A noção de sucesso é relativa, cada um tem a sua: para alguns, é atingir o estrelato e ficar muito famoso, para outros, é conseguir ganhar o suficiente para manter uma família. Mas se você está tendo referências concretas do seu crescimento profissional como foi citado no parágrafo anterior, o próximo passo é apenas definir o quão longe você irá e o quanto você se cobrará para que essa meta seja atingida – é decidir quantas vezes e com que intensidade você repetirá o ciclo “Aperfeiçoar a técnica – investir em material”.

Como deixei claro no início da série, viver de desenho não é fácil. Desenhista é uma profissão muitas vezes vista com certo preconceito pela sociedade. O mercado não está bem desenvolvido, existe muita concorrência e se você trabalhar como autônomo, não há garantia de estabilidade nos rendimentos. Mas todo desenhista desenha porque gosta do que faz. E não existe coisa melhor do que trabalhar com o que gostamos.

Espero que com esta série de artigos muitos aspirantes a desenhista encontrem um meio de levar seus projetos adiante.

Boa sorte a todos!

Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4

Compartilhe:

Relacionado

21 thoughts on “Como se tornar um desenhista bem sucedido. Parte 4”

  1. Bom texto! É bem por ai como voce disse, nao adianta comprar uma tablet e pensar que vai desenhar maravilhas, se nao tiver noções basicas no desenho. E tambem vale ressaltar que nao se deve iludir pensando em ficar famoso logo de cara, ganhar muito dinheiro ou inovar o mercado..se sempre tiver dedicação uma hora seu trabalho vai ter um diferencial. Fama e outras coisas vem como consequencia de um trabalho duro nos estudos diariamente.
    Seu texto vai ajudar muito quem esta começando. 🙂
    Abraços

    1. fabrizioyamai

      Olá Gisele!
      Obrigado pela visita!
      É verdade. Muito iniciante sonha tão alto que ao se deparar com a dura realidade, desmotiva-se a tal ponto de desistir da empreitada. O importante é ter pé no chão e se dedicar ao trabalho!
      Um abraço!

      1. opa Fabrízio, tudo bem?!
        assim ultimamente eu tenho pensado sobre qual trabalho devo exercer, fazer algo que eu goste ou que eu possa gostar com o tempo; eu tomei a decisão que quero ser ilustrador, eu desenho desde pequeno, é uma coisa que sempre gostei de fazer, comprava revista em quadrinhos e fazia cópias de suas capas, até hoje o desenho que eu copiei que eu falei:”esse ficou show” foi um que fiz quando tinha 11 anos se eu não me engano, eu fiz a capa da revista ” O incrível Hulk , edição nº 2, em março de 2004 eu fiz uma cópia identica dessa capa, eu queria que você me desse umas dicas de cursos ou algo do tipo para que eu possa fazer uma arte daquela sem precisar olhar pra revista denovo se é que você me entende, eu admiro muito o trabalho de quem faz aqueles desenhos ultrarealistas, me interessei muito sobre isso.

  2. Parabéns pelos artigos.
    Há uma glamourização da profissão e muitos não se aperfeiçoam como se deve, aprendi que a arte do desenho é uma evolução constante e se queremos evoluir devemos nos dedicar.Outra coisa vc disse sobre estilo, concordo. Mas infelizmente não temos uma variedade de traços por causa de uma “ditadura de estilo” que impera no meio. Acredito que há oportunidade para todos, desde o desenhista detalhista ao considerado “tosco”. basta ser sincero consigo mesmo e seguir um rumo.
    Continue assim e sucesso!

  3. Ola fabrizio^^em primeiro lugar gostaria de dizer q acabei d t add n orkut e fui n seu blog(aqui dãhh)e achei beeem legal as ilustraçoes e sobre os asusntos aqui colocados^^ achei legal seu traço, vc trampa na AREA-E? eu a mil anos atras fui fazer um curso la mas sai^^
    Gostaria de fazer umas perguntas,bem d iniciantes q qndo vc puder repsonder me sentirei beem felizXD
    No mercado d trabalho, principalmente aqui no Brazil, o mangá é visto cm mals olhos por muita muita gente, para epssoas q estao coemçadno agora,nao so em estilo manga mas hq comics e ilustraçoes diversar..quais soa os apssos q as pessoas devem tomar n inico d carreira?
    Eu estou fazendo um portfolio só agora( to aguardando te rma tablet p por outros trabalhos s eh q me entende XD)Gostaria de saber umas dicas e tal p qem esta começando^^

  4. Paulo

    Cara voce poderia ser jornalista…rsrs!Escreve muito bem,alem da parte que nos tange( artes ).
    Olha olhei seus artigos,bom na verdade eu li e vi todos os posts hehe,Sabe foi muito bom pra mim ter conhecido sua page,descobri porque ainda sou amador,depois de tantos anos rabiscando…humf! Cara fiz tudo errado esses anos todos me encaixo nos artigos publicados em 4 partes…Bati em tantas portas,desisti,voltei,desisti…vejo agora que eu não deveria ter desistido nunca e talvez hoje estaria em outro nível.
    Olha vou te adicionar e seguir seus concelhos,por enquanto fica meus agradecimetos!!!

    Muito obrigado.
    Paulo Willians

  5. Muito bom. Me ajudou bastante a entender um pouco mais sobre essas área! Eu quero um dia trabalhar com desenho, pois eu gosto bastante de desenhar e sou boa. Uma parte do que você disse eu já tinha noção, como a parte sobre que não é moleza e que não se deve largar os estudos e tentar viver de desenho da noite pro dia (eu sei, você não disse bem assim ^^). Enfim, espero que ajude muitas pessoas com isso! Até. (^o^)/

  6. GOSTEI MUITO DE SUAS DICAS, EU ATUALMENTE TRABALHO NAS HORAS VAGAS, OU SEJA NOS FINAIS DE SEMANA, COM DESENHO DE LETREIROS E DECORAÇÃO EM ESCOLAS, CRECHES E QUATO DE BEBE, EU DESENHO DESDE MOLEQUE, NO MEU SITE TEM ALGUNS DESENHOS COMO PROVA DE MINHA ABILIDADE, UM ABRAÇO A TODOS.

    RICARDO

  7. Raimundo Farley

    Texto muito bom, gostei muito das dicas, existe algum tipo de curso especifico para quem quer ser desenhista?Se existe vc poderia infotmar?Queria tambem que voce avaliasse alguns desenhos que fiz para ver se são bons

  8. thynaila

    Muito obrigada. Vc me ajudou muito,sei que tenho um longo caminho a percorrer e ja levei muitas quedas. Mas sempre continuo em frente, desenhando e melhorando aos poucos. Ainda sou nova pra trabalhar e meus pais dizem que eu tenho que seguir outra carreira(quero ser escritora e desenhista, me tornar uma mangaká)- eu nem dou ouvidos.
    É meu sonho escrever historias e desenha-las,mas sei que nao vai ser bem assim, por isso vou estudar varios estilos e seguir em frente.

  9. oi meu nome é leandro e esses texto me ajudaram bastante , tenho 15 anos e direto pegio auguns trabalhos para fazer tipo cartazes ,ilustrações em fim se quiserem dar vuma olhada no meu trabalho fica ai o meu email ? leandrolokodoido@hotmail.com vlw abraço ,mas ainda tenho uma duvida eu tenho um mangá como eu posso fazer a divulgação dele sem riscos de ter ele plagiado ou cisa do tipo ….

  10. Ricardo SM

    Yo Fabrizio! o/
    Terminei de ler os posts agora.
    Adorei eles!! Achei um ‘guia’ para os novatos que nem eu.
    Eu só aprendi mangá e geikeda até agora, planejo aprender muito mais.

    Você conhece alguma editora confiável em que eu possa mandar meus desenhos para uma futura publicação?
    Mais pra frente pretendo fazer um estúdio de desenho.
    Mas é muito difícil achar alguém aqui em São Paulo.
    Alguma dica?

    Abração! 😀

  11. É isso aí fabrizio, parabéns.

    Estes artigos, são bem motivadores e realistas.Não é fácil ser desenhista, tem que ralar e estudar, pois só a experiencia vai nos render capacidade.
    Mais uma vez, parabéns. E obrigado por este incrível artigo.

    Eu estou fazendo faculdade de Desenho Industrial. Oque voçê acha? sinceramente, não vale mentir…XD. Busquei este curso para trabalhar com criação em artes gráficas, vamos ver.Estou me empenhando.

    Também gostaria de puxar um saco huahuahauhaua, e agradecer a voçê e a todos os profissionais da Area e, que me proporcionaram um futuro nesta área, pois senão estaria desenhado e sonhando em casa até hoje. Mas com os ensinamentos me proporcionado, vi um futuro para mim nesta área.

    obrigado.

  12. Igor Mendes

    Apesar de ser um post não tão recente é maravilhoso o que você escreve, uma luz que ajuda a ter uma imaginação bem abrangente sobre ser desenhista, parabéns.

  13. Igor Mendes

    Parabéns pelo site, muito bom todos os conteúdos mesmo!

  14. Matheus

    Gostei muito dos seus posts, tenho 14 anos e sei desenhar em um nivel ja razoavel ( foi oq o meu professor do curso disse ) sera que ja da ganhar dinheiro com isso ?

  15. W1LL

    Seu artigo está muito bom. Mas achei que diria como fazer a divulgação do trabalho, que mídias usar, e principalmente se é comum ir nas editoras oferecer seus serviços de ilustrador sem que as mesmas tenham divulgado o interesse em contratar.

    Como foi que você se apresentou, não da primeira vez, digo, quando foi efetivamente contratado para um serviço, como você conseguiu este contato?

  16. William Nascimento

    Olá Fabrízio

    eu vi todos os seus post, e gostei porque você falo tudo o que eu precisava
    eu tenho um sonho em ser desenhista , e ler seu pots foi muito bom com o que eu li
    vo tentar melhorar mais , e ver se concigo trabalhar na area do desenho é notei que não é facil pois eu to em vestindo em um curso de desenho para poder melhora mais meus traços , e aperfeiçoar. Não penso muito em ficar famoso pois é isso é algo que si conquista
    mais penso em conceguir trabalhar no ramo.

    Obrigado

  17. Julia

    olha sou uma criança de 10 ANOS e gostaria que visse meus desenhos,mas eu querro ser uma grande dezenhista obg….

  18. Cara , eu li tudo nossa , tiro algumas dúvidas que eu tinha. Continua postando coisas relacionadas a isso , adorei ter pesquisado e encontrado oque eu precisava , valeu por digitar esses artigos , quando era pequeno amava desenhar , cresci desenhando e agora que tenho 18 anos lendo isso , me deu muito mas vontade de seguir em frente. Arriscar sempre 🙂

  19. matheus

    eu gostaria de tirar umas duvidas relacionadas a o trabalho de ilustrador freelancer. 1 eu sei desenhar no estilo manga e também sei desenhar cenários, se eu fizer um tipo de cartão para divulgar os meus serviços, eu devo deixar claro o tipo de desenho que eu faço? tipo eu sei desenhar personagens no estilo manga além de desenhar cenários. 2 o meu portfólio deve ter os dois juntos? tipo uma parte com os personagens no estilo manga e no outro com os cenários? 3 sé um cliente me chamar por ter ficado interessado nos meus serviços. o que ele vai me pedir para desenhar? exemplo, um cenário grande ele vai me dizer exatamente o que ele quer mas dentro de um prazo? 4 faço as minhas ilustrações em papel tipo a4 que e um papel até pequeno com o que ele talvez me peça? bem essas são as minhas duvidas. eu quero entrar nesse ramo de ilustrador freelancer mas eu tenho um certo medo de cometer um erro.

Deixe um comentário